Um ténue equilíbrio

No dia em que, aparentemente, o GEXIT (saída da Grécia da moeda única) ficou um passo mais próximo, um novo Bush se levanta nos Estados Unidos, dizendo que está pronto para liderar o país.

Assusto-me quando penso neste cenário para os EUA: os próprios opositores internos de novo Bush, dizem que este é demasiado moderado e conservador para o Partido. Medo.

A combinação de vários fatores resultou neste gelado em dia de chuva.

Numa fase em que praticamente todo o foco parece estar preso nos designios há muito escritos da Europa, este momento crucial da futura história mundial parece passar despercebido. O irmão Bush, irá, mais uma vez, fazer-se valer de todo o complexo e máquina militar e de guerra por forma a ganhar vantagem na corrida eleitoral: quem sai aos seus, não degenera.

Este dia deverá ficar assinalado quando, daqui a 3-5 anos, recuarmos no tempo face a um novo potencial conflito militar: os votos já não saiem barato e hoje já todos sabemos o que são armas de destruição massiça.

Um ténue equilíbrio une as duas margens do atlântico: nem gigante camaleão consegue manter o foco nos perigos que daqui se avizinham.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s